quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Essa semana no ônibus duas mulheres conversavam sobre coisas comuns, sendo que uma delas falava mais que a outra. A que mais falava contava como Jesus havia transformado sua vida e a libertado das coisas materiais. Citou que conseguiu dar um guarda-roupa quase novo pra uma amiga, e que parou de gastar dinheiro com roupas caras e a ir trabalhar na Barra da Tijuca de "chinelinho de dedo".

Nada na conversa realmente me chamava a atenção, mesmo sendo impossível não ouvi-las, com excessão da frase da que "mais falava":
"Eu digo isso pra todo mundo e cada dia estou mais certa: O nome de Jesus é Renúncia, enquanto a gente não renunciar tudo que a gente tem, pai, mãe, roupa, dinheiro, Deus não pode fazer a obra em nós."
Fui obrigado a controlar o impulso de não me meter no assunto alheio, mas obrigatoriamente tenho que discordar dessa irmã. O nome de Jesus é AMOR. O amor tudo pode, tudo crê, tudo espera. É o amor que nos permite abrir mão de coisas materiais, de trocar o passageiro pelo eterno. Sem amor, só há o sacrifício, a obra.

E obra sem fé não vale de nada...

Um comentário:

adam disse...

Hello I just entered before I have to leave to the airport, it's been very nice to meet you, if you want here is the site I told you about where I type some stuff and make good money (I work from home): here it is